Como produzir mel de abelha Jataí no jardim de casa sem prejudicar a colmeia.

No senso comum mel é quase sinônimo de abelhas, existe muita desinformação em torno desse tema, ainda mais quando se trata das abelhas Nativas sem ferrão. Vamos a alguns conceitos básicos.

caixa de abelha jataí com mel
Caixa racional para abelha Jataí com duas melgueiras cheias de mel

Por que produzir mel com a abelha Jataí?

A abelha Jataí é umas das abelhas nativas sem ferrão mais adaptadas à vida urbana e encontrada facilmente no Brasil afora com hábitos genéricos de busca de recursos naturais.

Por conta disso, sugerimos em nossos cursos no Meliponário Tapajós essa espécie para quem deseja iniciar na criação de abelhas que não possuam ferrão para produzir mel em pequena quantidade no jardim de casa para consumo próprio sem prejudicar a colmeia.

A importância do mel para a colmeia.

O Mel é um alimento importante para subsistência da colmeia pois elas se alimentam dele como nutriente que fornece energia (carboidrato). Ao colher mel devemos ter a exata noção de que estamos tirando alimento que está estocado para a sobrevivência da colônia. 

Quando retirar mel?

No Meliponário Tapajós que fica na região sudeste do Brasil, esse período é na primavera, quando temos as floradas mais ricas em néctar. Como argumentamos anteriormente, o mel é o principal alimento da colmeia, portanto, deve-se retirar apenas o excedente para consumo humano.

Entretanto, os biomas e as espécies de abelhas nativas sem ferrão são muito diferentes, aconselha-se sempre observar quando abelhas produzem quantidade extra de alimento durante o ano. 

Como não prejudicar a colmeia.

Para não prejudicar a colmeia ao retirar mel é preciso manejo racional. Isso inclui uma caixa específica, no caso da Jataí, usamos a caixa modelo “INPA” com dois compartimentos para armazenamento de mel (melgueira) e indicamos retirar mel de apenas um dos compartimentos deixando o outro para a colmeia de modo a minimizar o impacto da falta de alimento para as abelhas. Também é aconselhável alimentação artificial calórica (xarope) após a extração. 

Por fim, nunca é demais ter plantas melíferas no jardim em que a colmeia está fixada de modo a potencializar a produção, aguá potável nas proximidades, retirar o mel com higiene para consumo e respeitar os ciclos da natureza e dos seres envolvidos nesse processo. 

No nosso curso intitulado descubra as abelhas nativas sem ferrão nós sempre tiramos pouca quantidade de mel para degustação dos participantes ao longo do ano sem prejudicar o bom funcionamento da colônia. Essa também pode ser uma estratégia a ser adotada desde que se mantenha a colmeia forte e monitorada com abundância de recursos ao redor. 

Copyright. Se gostou de algo, publique o link diretamente para esta página. Você não pode reproduzir o trabalho publicado aqui sem autorização, em nenhuma hipótese, lugar ou condição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *